Postado em terça-feira, 17 de fevereiro de 2015 às 23:25

Exame esclarecerá se idosa foi velada com vida por suposto erro em laudo médico

A suspeita foi levantada pela família ao afirmar que a idosa teria se mexido dentro do caixão.


 Da Redação

Um exame, com materiais colhidos do corpo de uma idosa, indicará se a mulher de 60 anos, sepultada nesta terça-feira (17), chegou a ser velada com vida. A suspeita foi levantada pela família ao afirmar que Maria de Lourdes Pereira teria se mexido dentro do caixão, abrindo olhos e boca.

Ao perceber essas reações, os filhos tentaram acordar a idosa, mas sem sucesso. No decorrer da terça-feira, a família cancelou o sepultamento em Machado, cidade onde a idosa vivia, e conseguiu autorização do delegado Eduardo Correia para que o corpo fosse encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para a necropsia.

Um médico legista do IML colheu material do corpo da idosa para ser enviado a um laboratório em Belo Horizonte. O resultado desse exame, que só deve sair em 90 dias, apontará se houve erro no laudo de morte. O caso está sob a investigação da Polícia Civil que analisa se houve negligência do Hospital Santa Casa (HSC), de Alfenas, que emitiu o laudo.

Laudo emitido na Santa Casa

O horário da morte, informada pelo HSC, é de 11h15 de segunda-feira. O documento emitido pelo médico da Santa Casa consta a data da morte, mas no campo destinado à causa da morte, o médico preencheu dizendo que aguardava os resultados dos exames.

Segundo informações do G1, Sebastião de Oliveira, irmão da vítima, disse ter conversado com o médico e que este teria alegado que “espasmos” (contração involuntária do músculo) podem ocorrer durante o velório, afastando a suspeita da família de que a idosa poderia estar em coma e não morta durante o velório.

Leucemia

Maria de Lourdes ficou internada, durante 14 dias, no Hospital Universitário Alzira Velano (HUAV) para tratamento de leucemia. No último sábado, ela foi transferida para o HSC depois que o seu quadro de saúde se agravou. Segundo familiares, a paciente entrou em estado de coma na manhã de segunda-feira e, às 11h15, ela teria falecido.

O sepultamento de Maria de Lourdes foi durante a tarde de terça-feira, em Machado, após a necropsia feita no IML. A direção do HSC informou que só irá se pronunciar à Polícia Civil, para esclarecimentos, caso seja intimada. As informações são da EPTV.

O laudo médico não aponta a causa da morte de Maria de Lourdes Pereira (Fotos: Reprodução/EPTV)



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.