Postado em terça-feira, 22 de outubro de 2019 às 08:08

Pernalonga e Alfenense vencem e são semifinalistas

Enquanto o Pernalonga venceu o Operário, o Alfenense derrotou o Corolla.


Otávio Borba

Dois jogos definiram, no Estádio Rachid B. Saliba (Campo do Operário) no domingo, os dois primeiros semifinalistas da Copa Alfenas de Futebol. O Pernalonga eliminou o Operário e o Alfenense sofreu, mas bateu Corolla. As duas partidas terminaram em 1 a 0.

No primeiro jogo da rodada de quartas de final, uma partida muito disputada entre Clube Esportivo Operário e Pernalonga Lanches, onde o time do treinador Josiel Gomes mostrou mais determinação e com muita aplicação venceu o Operário por 1 a 0.

O único gol da partida aconteceu aos três minutos, após cobrança de escanteio por Guilherme Canhoto e na sobra o lateral direito Wiriz Teodoro, livre de marcação, mandou para a meta defendida pelo goleiro Rogério Prudêncio.

Após o gol e passado o susto, o Operário, comandado pelo treinador Zé Garcia, tentou encurralar o Pernalonga, mas de modo afoito e sem muita criação. O sistema defensivo do Pernalonga se mostrou bem colocado e disposto, principalmente com o zagueiro Samuel Júlio que fez uma bela e segura partida, assim como o seu companheiro Pedro Paulo.

Boas partidas marcaram a rodada de domingo no Campo do Operário (Foto: Otávio Borba)


Na etapa final, o time celeste continuou buscando o empate. O treinador Zé Garcia fez entrar o atacante Lucas Azevedo, o “Caça Rato”, de Machado, mas não deu mesmo. Muito forte na marcação, principalmente, o Pernalonga levava perigo ao Operário do presidente Jarbas Soares e teve chance clara de chegar ao segundo gol com Marquinho Pantera, quando ficou frente a frente com o goleiro Rogério e desperdiçou.

Foi um jogo duro e com entradas viris de ambos os lados e muita reclamação. O meia Guilherme Canhoto foi expulso pelo árbitro Carlos Henrique Correa, o Iti, após dividida com o zagueiro Jonas Tavares. Canhoto certamente fará falta a sua equipe na semifinal. Além de Samuel e Pedro Paulo, o goleiro Paulo Roberto também apareceu bem, fazendo defesas difíceis, dando uma certa tranquilidade a sua equipe.

O árbitro Carlos Henrique Correa teve como auxiliares Alexandre Flausino e Juraci Bispo. Na súmula, Wânia Florêncio e como delegado do jogo Luciano Fernando, o Babalu.

O Operário perdeu com Rogério, Leonardo, Thiago Gaspar, Jonas Tavares e Cebolinha, Neder Passos, Diego Ferreira, Zé Luiz e Jhonatas, Duzinho e Rafael Fonseca. No banco, o treinador Zé Garcia contou com Ailton Silva, Lucas Azevedo e Edinho.

O Pernalonga Lanches venceu com Paulo Roberto, Wiris Teodoro, Samuel Júlio, Pedro Paulo e Gabriel Patrick, Dieimis, Guilherme Canhoto e Cássio Vinicius, Jhonatan, Lucas Santos e Gustavo Henrique. No banco, o Pernalonga teve Marcos Paulo, Sérgio Henrique, Sivaldo, Marquinho Pantera e Levi Campos.

Alfenense sofre, mas bate Corolla

No segundo jogo da manhã de domingo, o Alfenense sofreu com seus próprios erros, mas bateu a aguerrida equipe do Corolla Pinheirinho pelo placar de 1 a 0.

O time comandado por Cleitão Cecilio tinha o domínio do jogo, mas falhava nas conclusões, principalmente com Japinha, que não esteve bem de pontaria.

Mas o Corolla também assustou, principalmente com o meia atacante Luiz Felipe, o Macalé.

No segundo tempo, o Alfenense ainda continuou dominando e o Corolla se defendendo bem e tentando explorar os contragolpes. Matheus Alves, por exemplo, fez o goleiro Max Augusto trabalhar em bom chute de fora da área aos cinco minutos.

A Copa Alfenas segue no próximo domingo com mais dois confrontos (Foto: Otávio Borba)


E depois de perder mais duas oportunidades, o atacante Japinha, aos 19 minutos, após cobrança de falta pelo lateral esquerdo Marcelinho e passe de Rodrigo Oliveira, finalmente desencantou e a bola entrou chorando, fazendo 1 a 0 para o alviverde de Alfenas.

O Corolla buscou o jogo, vendeu caro esta derrota e saiu da competição de cabeça erguida, pois soube perder, sem usar de deslealdade em momento algum nesta partida e no decorrer da competição.

O Corolla Pinheirinho bem que tentou. Fez algumas alterações, mas o placar ficou mesmo no 1 a 0 para o Alfenense. Arbitragem de Duílio Assis, sendo auxiliado por Juraci Bispo e Alexandre Flausino. Na rodada anterior, Operário e Seperente venceram. 

O Alfenense venceu com Max Augusto, Alisson Alves, Edinan Alves, Danilo Lourenço e Marcelinho, Eduardo Mamão, Rafael Carneiro e Alexandre Coelho, Kleber Magrão, Japinha e Gustavo Soares. No banco, Cleitão contou com Luiz Roberto, Marcelo Silva, Rodrigo Oliveira, Juliano Carlos e Diego Esteves.

O Corolla Pinheirinho perdeu com Rondyneli, Helisson Marreta, Felipe Martins, Felipe Luciano e Dudu, Elton Bernardo, Gustavo “Timoteo” e Macalé, Buguinho, Matheus Alves e Gustavo Araujo. O treinador Maycom Duarte teve no banco os seguintes jogadores: Bruno Duarte e Jhon Erick.

A próxima rodada, que acontece domingo, dia 27, a partir das 8h, define os outros dois semifinalistas terá os seguintes jogos: Cruz Preta e Chapadão e, no jogo de fundo, Seperente e Familia Divino.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

     
     
     
     

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, eu aceito