Postado em terça-feira, 19 de junho de 2018 às 16:04

Partidos de Alfenas colocam cinco pré-candidaturas para deputados

Os partidos de Alfenas já colocaram, até o momento, cinco pré-candidaturas para as disputadas para deputados federal e estadual.


Alessandro Emergente

Os partidários de Alfenas já colocaram, até o momento, cinco pré-candidaturas para as disputadas para deputados federal e estadual. Três desses nomes deverão disputar uma vaga na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e outros dois buscarão uma cadeira na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

A novidade, em relação aos últimos meses, é o lançamento da pré-candidatura a deputado federal do ex-vereador Francisco Rodrigues da Cunha Neto (Professor Chico/SD) e de Marcelo Martins (SD), servidor de carreira da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG). Esse último tentará uma vaga na ALMG.

Três nomes já haviam sido anunciados: a da vereadora Kátia Goyatá (PDT), pré-candidata a deputada federal, a do vereador Waldemilson Bassoto (Padre Waldemilson/Pros) e a de Fábio Cruz (PSOL). Esses dois últimos são pré-candidatos a deputado estadual.

Kátia Goyatá, Padre Waldemilson e Fábio Cruz são nomes na disputa (Fotos: Alessandro Emergente/Arquivo e Reprodução/Redes sociais)


Todos esses nomes com as pré-candidaturas confirmadas por diretórios partidários de Alfenas disputarão uma vaga no Legislativo estadual ou federal pela primeira vez. A pré-candidatura de Padre Waldemilson foi a primeira a ser anunciada, no início deste ano.

O nome de Padre Waldemilson já era cogitado, nos bastidores, como nome possível para a disputa desde o início da atual legislatura na Câmara Municipal, logo após a sua reeleição. O parlamentar levantou, em entrevista recente à imprensa local, a necessidade de Alfenas ter representatividade no Legislativo Mineiro.

Fábio Cruz, ligado ao movimento negro, se filiou ao PSOL e teve seu nome lançado como pré-candidato a deputado estadual por Alfenas. Ex-presidente do Núcleo de Consciência Negra, o empresário e doutor em Relações Internacionais busca nos movimentos sociais o apoio para a sua primeira disputa no Legislativo de Minas.

Kátia Goyatá, que está em seu primeiro mandato na Câmara Municipal, é pré-candidata a deputada federal pelo PDT. A vereadora tem o apoio do grupo político que governou Alfenas no mandato passado, quando ela foi secretária de Educação.

A pré-candidatura de Amadeu Peloso, filho do ex-prefeito Maurílio Peloso, chegou a ser cogitada, mas ele recuou e manifestou apoio a Kátia. Em uma das sessões na Câmara Municipal, o grupo político do PDT, incluindo Maurílio e Amadeu Peloso, foram ao Legislativa acompanhar a reunião em sinal de apoio a pré-candidatura da pedetista.

Novidades

As novidades foram anunciadas no final de semana. Trata-se de uma “dobradinha” com dois pré-candidatos do Solidariedade (SD) de Alfenas: Professor Chico pretende disputar uma vaga na Câmara dos Deputados e Marcelo Martins deve ir em busca de uma cadeira na ALMG.

Marcelo Martins (usando óculos) e Prof. Chico farão uma dobradinha pelo Solidariedade (Foto: Divulgação)


Professor Chico foi vereador na legislatura passada e, por dois mandatos seguidos, presidiu a Associação Comercial e Industrial de Alfenas (Acia). Seu nome também é ligado ao grupo pedetista – ele chegou a ser o líder de governo na Câmara Municipal durante a gestão de Peloso.

Porém, Professor Chico decidiu deixar o PDT para se filiar ao SD e fazer uma “dobradinha” com Martins, coordenador técnico regional da Emater-MG e com residência em Alfenas desde 2004. Os dois são ligados ao deputado federal José Soares Silva (Zé Silva), presidente estadual do SD e que apoiou Maurílio Peloso na eleição municipal de 2012.

Com apoio da executiva estadual, Martins deverá assumir a direção do SD em Alfenas, hoje presidida pelo servidor público federal Sérgio Borges, presidente da comissão provisória e com proximidade política com os pedetistas. O lançamento oficial das pré-candidaturas e a solenidade para oficializar o novo diretório deverá ocorrer até o mês que vem. Zootecnista de formação, Martins diz que a intenção é defender um mandato a favor da agricultura familiar.

Diretório de Poços de Caldas, mas com histórico em Alfenas

Dois outros nomes já foram candidatos em Alfenas em eleições passadas, mas desta vez colocaram suas pré-candidaturas por diretórios de Poços de Caldas. Um deles é o candidato a prefeito em Alfenas na eleição de 2016 Marcos Eduardo de Andrade (Dr. Marcos). O médico oncologista deixou o PSB/Alfenas e se filiou ao Podemos, em Poços de Caldas, e é pré-candidato a deputado estadual.

Em 2014, Dr. Marcos foi o nome mais votado em Alfenas para deputado estadual, com 19.035 votos, pelo PSD. A boa votação o credenciou a disputa da Prefeitura de Alfenas dois anos depois, mas – com 6.726 votos - ficou somente na terceira colocação numa eleição vencida pelo atual prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT).

Pedrinho e Dr. Marcos são pré-candidatos a deputado federal e estadual pelos diretórios de Poços de Caldas (Fotos: Divulgação e Reprodução)


Outro pré-candidato com raiz política em Alfenas, mas que está filiado por um diretório de Poços de Caldas é Pedro Alencar de Azevedo (Pedrinho do Minas Acontece), antigamente conhecido como Pedrinho da Telemensagem. Pedrinho colocou seu nome na disputa para uma vaga como deputado federal pelo PSL, do presidenciável Jair Bolsonaro.

Pedrinho já foi candidato a vereador em Alfenas em três oportunidades (2004, 2008 e 2012), mas não foi eleito. Em 2010, chegou a lançar sua pré-candidatura a deputado federal pelo PRB, mas desistiu da disputa

Agora, pelo PSL, Pedrinho diz que sua pré-candidatura será em apoio a Bolsonaro e que levantará questões ligadas a segurança pública, como redução da maioridade penal, flexibilização de porte de armas e a reforma do Código Penal. Afirma que quer enfatizar um “discurso de direita” como proposta ao eleitor na disputa eleitoral.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.