Postado em quinta-feira, 25 de julho de 2019 às 19:04

Quer exercitar? Não há contraindicação à tradicional caminhada

A tradicional caminhada não tem contra-indicações e pode ser uma boa forma de manter o corpo saudável.


A caminhada pode ser considerada o tipo de atividade física mais abrangente.
Não exige habilidade especial, equipamentos, parceiros, local específico, pode ser praticada por pessoas de todas as idades e não exige a realização de exames clínicos preventivos, a não ser em casos específicos como pessoas com obesidade mórbida ou alguém que sinta algum tipo de dor ou incômodo no corpo.

É uma prática absolutamente saudável, auxiliando no combate a doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes. Dados mostram ainda, que quem caminha com freqüência, tem mais possibilidades de largar o cigarro, pois a atividade ajuda a combater a ansiedade.

Segundo dados do Instituto do Coração de São Paulo, a caminhada está sendo inclusive recomendada para pacientes portadores do vírus da AIDS, que sofrem com problemas de acúmulo de gordura no abdômen. É que estes pacientes não podem ser submetidos a cargas físicas muito intensas e aí a caminhada é o melhor método para reduzir a gordura localizada.

O ideal é caminhar pelo menos 50 minutos quatro vezes por semana.
E não esqueça antes, de fazer alongamento e aquecer os músculos, pois muitas pessoas acham que a caminhada não precisa destes cuidados prévios, mas isso não corresponde à realidade. E procure utilizar um tênis confortável e adequado a esta prática, para evitar lesões nos pés e/ou nos tendões.

Fonte: Márcio Atalla/Uol



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.