Postado em quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Nicki Minaj faz boa estreia no Brasil e comanda ´concurso de funk´ com hits de Anitta e MC Fioti

Rapper fez show para 3 mil convidados em SP nesta quarta (26), em noite de rap vigoroso e fãs dançando ´Vai Malandra´ e ´Bum bum tam tam´....


 
Nicki Minaj — Foto: Reprodução/Twitter

Nicki Minaj estreou no Brasil com um show vigoroso, que incluiu um momento de funk brasileiro, nesta quarta-feira (26), para 3 mil pessoas no Credicard Hall, em São Paulo.

O show da turnê de "Queen" não se prendeu ao disco recém-lançado, mas manteve o espírito "sangue nos olhos" da rapper que vê seu trono ameaçado no estilo e quer reforçar a posição.

A apresentação foi fechada para convidados e clientes da operadora Vivo e do serviço de streaming Tidal, que está sendo relançado no país.

Quem esperava um pocket show ou algo mais frio que uma apresentação aberta se enganou. Ela não só cantou o mesmo tanto que costuma nos shows lá fora quanto incluiu um trecho especial para os brasileiros.

No meio do setlist, ela mandou o DJ tocar "Vai malandra", de Anitta, e começou a dançar. Mas Nicki queria mesmo era ver dançarinas locais. Ela pediu "garotas brasileiras de verdade no palco".

Três fãs subiram e outro funk começou a tocar: "Só quer vrau", do MC MM. Ela fez as vezes de apresentadora de auditório, pedindo para a plateia escolher a melhor dançarina.

Ainda tiveram músicas da própria Nicki na disputa, mas a "final" foi ao som de "Bum bum tam tam", do MC Fioti. Coroada a vencedora, Nicki voltou a cantar como verdadeira rainha da noite.

O show já havia começado quente, com duas músicas do disco novo ("Majesty" e "Hard white"), que ela canta com raiva e a tal vontade de se reafirmar no trono.

A primeira parte do show foi toda com a mesma força. A favor dela estava a banda com tecladistas e baterista de verdade, além do grupo de dançarinos, que vão além do clima de karaokê que alguns artistas gringos trazem ao Brasil.

O público respondeu à altura e cantou por conta própria os trechos que cabiam a Beyoncé na música "Feeling myself", lançada em colaboração entre elas.

No meio do show rola um momento menos inspirado: Nicki se senta em um trono no meio do palco e canta várias músicas ali mesmo, sem se levantar. Assim rolam pontos baixos como a balada "Right thru me".

Mas ela se ergue, promove o momento funk brasileiro e volta ao rap a tempo de fechar bem o show. Entre os hits, fez a alegria do povo com "Starships", mas deixou "Anaconda" de fora.

"Chun-Li", do disco novo, é o grande momento dessa parte final. É a melhor música de "Queen", disco que ganha muito com essa versão mais enxuta no palco. Tomara que o show volte ao Brasil para o público geral.



Fonte:G1