Postado em quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018 às 16:08

Câmara arquiva projeto de lei de iniciativa popular para reduzir salários de políticos em Poços de Caldas

Projeto foi entregue ao Legislativo em novembro e reunia assinaturas de mais de 7 mil moradores...


 Câmara de Vereadores de Poços de Caldas (MG) arquivou o projeto de iniciativa popular que buscava reduzir o salário do prefeito, vereadores e primeiro escalão da prefeitura Municipal. O projeto foi entregue ao Legislativo em novembro e reunia assinaturas de mais de 7 mil moradores.

De acordo com a assessoria da câmara, a decisão, tomada na última sexta-feira (9), teve base no parecer das comissões de Legislação Participativa e de Justiça, porque a casa entendeu que não competia ao movimento a elaboração de projeto nesse sentido.

Foram recolhidas mais de 7 mil assinaturas para o projeto (Foto: Reprodução EPTV)

Redução de salários

No início do ano, o prefeitura já havia anunciado uma redução de 10% no salário do prefeito, do vice e de secretários. Na nova proposta, foram recolhidas 7.123 assinaturas em 11 dias. A ideia era reduzir os salários dos seguintes cargos:

  • Prefeito: de R$ 28.847,85 para R$ 14.000,00
  • Vice-prefeito: de R$ 15.385,00 para R$ 7.000,00
  • Secretários: de R$ 11.154,49 para R$ 5.000,00
  • Cargos comissionados: redução de 50%
  • Vereadores: de R$ 11.337,24 para R$ 5.000,00
  • Além da redução dos salários, o projeto previa também a criação de um Plano de Demissão Voluntária (PDV) para os servidores municipais. O objetivo, segundo o movimento, era diminuir o número de trabalhadores na prefeitura e com isso reduzir em até 30% os gastos com a folha de pagamento no município.





Fonte: G1 Sul de Minas