Postado em quarta-feira, 24 de outubro de 2012 às 10:43

Aprovada anistia de multa a devedores que aderirem ao Prorefis

Os contribuintes de Alfenas, em débito com o município, ganharão uma nova chance para quitar as contas de IPTU, que estão em atraso, sem multas e juros.


Alessandro Emergente

Os contribuintes de Alfenas, em débito com o município, ganharão uma nova chance para quitar as contas de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que estão em atraso, sem multas e juros. Uma nova edição do Prorefis (Programa de Recuperação de Créditos Fiscais) foi aprovada, na sessão de segunda-feira da Câmara Municipal (22), e deve entrar em vigor nos próximos dias assim que a lei for sancionada pelo prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT).

Com o Prorefis, quem tiver débito com o município, relativos a contas vencidas até 31 de dezembro do ano passado, poderá fazer o pagamento somente do valor da conta atualizada – sem multas e juros. Eles terão duas datas para o pagamento das parcelas: no próximo dia 15 de novembro e em 15 de dezembro.

Com a medida, o Governo Municipal pretende ter um incremento de R$ 364,8 mil no caixa. A projeção da Secretaria de Planejamento é que os valores, em débito, a serem recuperados sejam na ordem de R$ 510,2 mil, mas com a anistia de juros e multas haverá uma renúncia de R$ 145,4 mil. Por isso, o incremento positivo atingiria R$ 364,8 mil.

Não é a primeira vez que a atual administração lança este tipo de programa. Desde o primeiro mandato do ex-prefeito Pompilio Canavez, a prefeitura passou a lançar mão do Prorefis. O Programa abrange não somente débitos com o IPTU, mas também taxas e contribuições municipais.

Tramitação

A proposição deu entrada na Câmara Municipal na última sexta-feira (19) em regime de urgência (tramitação especial) e foi votada, em único turno, três dias depois, na sessão de segunda-feira (22). O Governo alegou que a urgência solicitada era para que o contribuinte possa ter um prazo razoável para quitar seu débito com o fisco.

Devido à urgência para análise e votação do projeto, a CCLJRF (Comissão de Constituição, Legislação, Justiça e Redação Final) teve pouco tempo para estudar a matéria. Mesmo assim apresentou algumas emendas.

Uma delas estabeleceu a possibilidade do pagamento em duas parcelas. A proposta original fixava parcela única para 15 de novembro, mas devido ao pouco tempo para a divulgação, a CCLJRF propôs um prazo maior para os contribuintes.

“Com a aprovação da proposição de lei (...), o poder executivo local estará cumprindo com sua atribuição e dispondo de meios eficientes, legais e necessários para recuperar seus créditos, sobretudo com vistas na melhor maneira de atender com presteza o interesse público”, disse o prefeito na mensagem, que acompanha o projeto, enviada aos vereadores.

Sessão Legislativa

Na sessão da Câmara Municipal de segunda-feira, um outro projeto de lei também foi aprovado, porém em segunda votação. O projeto altera a lei sobre a concessão de subvenções e contribuição às entidades de Alfenas no orçamento em vigor.

Foto: Ascom/Câmara Municipal

Vereadores confirmam, em segundo turno, aumento de repasse à clínica de reabilitação

Com a mudança, a Clínica de Reabilitação Estância Ame Vida terá um limite de repasse de R$ 150 mil e não R$ 100 mil como estava autorizado inicialmente. O valor a mais foi retirado da previsão destinada à Associação Nazareno de Proteção a Criança e ao Adolescente.

O Governo alegou que a estimativa de despesa feita inicialmente para a Clínica de Reabilitação Estância Ame Vida foi insuficiente. Isto porque, além da entidade realizar internações regulares, recebe compulsoriamente portadores de dependência química, por determinação do Judiciário, o que – segundo o Governo – dificulta uma programação mais precisa dos gastos.

As ações de recuperação, realizada em parceria com a Clínica de Reabilitação Estância Ame Vida, integram programas sociais, acompanhado pelo Ministério Público, informa o Governo.

Farpas contra o futuro prefeito

O presidente da Câmara Municipal, Vagner Tarcísio Morais (Guinho/PT), aproveitou a sessão legislativa para disparar críticas ao futuro prefeito Maurílio Peloso (PDT), adiantando a postura oposicionista. O petista é um dos cinco atuais vereadores reeleitos.

Guinho mandou recado para a assessoria de Maurílio para que oriente o futuro prefeito a parar “de falar besteira”. O petista referiu-se a uma suposta declaração de “mensalinho”.

Também criticou o fato de Maurílio ter dito, em entrevista na semana passada, que poucos vereadores da próxima legislatura são partidários e, por isso, não encontrará dificuldade de relacionamento com o Legislativo. A maioria dos vereadores – nove dos 12 – foi eleita pela coligação que apoiou o atual prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho). “A estrela do nosso partido vale muito mais que todas as fazendas dele”, alfinetou Guinho. “Eu sou partidário”, declarou.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

     
     
     
     

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, eu aceito