Postado em terça-feira, 24 de novembro de 2020

Leite vegetal: saiba o que é, como fazer e quais os benefícios da bebida

Feitos de grãos ou cereais, esses leites tem ganhado espaço nas prateleiras e na vida das pessoas. Mas afinal, você sabe quais são os tipos de leite vegetal ou quais são seus benefícios de fato?


Feitos de grãos ou cereais, os leites vegetais tem ganhado espaço nas prateleiras e na vida das pessoas. No entanto, engana-se quem pensa que a bebida é aliada apenas, daqueles adeptos às comidas veganas ou intolerantes a lactose. Pessoas que desejam uma alimentação mais leve, acabam por consumi-lo também. Mas afinal, você sabe quais são os tipos de leite vegetal ou quais são seus benefícios de fato?
 
O que é o leite vegetal?
O leite vegetal é produzido a partir de castanhas, frutos, raízes, grãos ou farelos, sendo o leite de soja o mais comum. Isso porque, ele já é tradicional em diversas culturas há séculos, como na China, onde o consumo de soja e derivados como o tofu por exemplo, é bem expressivo.

Além de serem boas alternativas à quem é intolerante às proteínas do leite, e aos veganos (que não consumem nada de origem anima,), pessoas que buscam enriquecer o plano alimentar também podem consumir a bebida.
 
Esse tipo de leite já é fabricado pela indústria, ou seja, pode ser encontrado em mercados e lojas de produtos naturais. E o melhor, se você tiver um tempinho livre, é possível preparar a bebida em casa.
Quais são os benefícios do leite vegetal?
Por ser de origem vegetal, a bebida não possui colesterol nem gordura saturada. Outro ponto positivo é que o este leite apresenta baixo índice glicêmico.
 
São leites que possuem uma porcentagem alta de gorduras mono e poli-instaturadas, algo que faz muito bem para o aparelho circulatório. Então, o leite vegetal também possui grande quantidade de vitamina B e é indicado para indivíduos com enfermidades no aparelho digestivo.
 
De acordo com a nutricionista Mônica Magalhães, o leite vegetal é alternativa aos intolerantes à lactose, já que não apresenta o açúcar natural do leite de vaca. “A digestão da bebida vegetal é mais fácil, então é recomendada também para quem tem hipersensibilidade”, explica a especialista.
 
Mas, saiba que o benefício muda de acordo com a escolha do grão ou cereal. E sim, são várias opções de leite vegetal.
 
Quais são os tipos mais comuns?

Leite de amêndoas

O leite de amêndoas possui grande quantidade de cálcio, vitamina E, potássio, magnésio, zinco, cobre, fósforo, fibras e vitaminas do complexo B. A bebida ainda é rica em gordura boa, provocando maior saciedade, e é ideal para quem deseja seguir uma dieta low carb.
Leite de aveia

O leite de aveia é rico em carboidratos, bem como em beta-glucanas, ácidos graxos essenciais, principalmente o linoleico, e antioxidantes, como a vitamina E. Assim, a bebida de aveia tem bastante fibra solúvel, o que a torna boa para quem tem problema intestinal ou colesterol e também é indicada para dar consistência às receitas.
 
Leite de castanha-de-caju

O leite de castanha-de-caju é rico principalmente em gordura boa. Além de ser rico em proteína, ácidos graxos essenciais, principalmente ômega-9, e é a maior fonte de cobre, ferro e zinco entre as castanhas. Também contém magnésio, manganês e fósforo.
 
Leite de arroz

O leite de arroz é rico em carboidratos, além de ser mais calórico. No entanto, é eficaz na produção da substância chamada serotonina, responsável pela sensação de bem-estar. É interessante para pessoas que estão com baixo peso ou para crianças que já saíram da fase do aleitamento e não podem tomar leite

Leite de soja

O leite de soja é rico em cálcio, proteínas – por ser obtido da leguminosa, além de potássio e magnésio. Também contém um fitoquímico capaz de atenuar os sintomas da menopausa. É a opção mais popular e sua presença já está consolidada no mercado.
 
Leite de coco

É rico em gordura saturada boa, funcionando como fonte de energia. Tem vitamina C, B1, B3, B5 e B6, sais minerais essenciais como cálcio, selênio, magnésio, fósforo, ferro, potássio, cobre, zinco e manganês e ainda proteína, arginina e ácido láurico. Contudo, você pode usar o leite de coco para cozinhar e serve tanto para comidas doces quanto salgadas.
Qual o preço do leite vegetal ?

Existe uma grande diferença entre os preços. As amêndoas são muito mais caras que a aveia, assim sendo, os preços do litro podem variar entre R$ 8 a R$ 25. Agora, ao produzir o seu leite vegetal em casa, apesar se ser um pouco mais trabalhoso, o preço pode se igualar ao valor pago no leite de vaca, chegando até a R$ 12 o litro.

Receitas de leite vegetal para fazer em casa!
Confira as receitas divulgadas pelo Ministério da Saúde.

Leite de aveia caseiro

Ingredientes:
 
1 xícara de aveia
Água para deixar de molho mais três copos para o leite
 
Modo de preparo: Misture a água à aveia e deixe de molho por 10 horas. Em seguida, coe e descarte a água que restou. Então bata o conteúdo da peneira no liquidificador com três copos de água. Coe novamente e guarde a parte líquida.
 
Dica: A aveia costuma ficar mais gelatinosa ao ser aquecida, tome em temperatura ambiente. Caso queira a tomar quentinha, basta reduzir a quantidade de aveia, deixando a bebida mais líquida.
 
Leite de amêndoas caseiro

Ingredientes:
 
1 copo de amêndoas
3 copos de água
 
Modo de preparo: Deixe as amêndoas de molho em água por 12 horas. Depois desse tempo, descarte a água que estava de molho e bata as amêndoas com três copos de água limpa no liquidificador e coe. Se quiser, pode adicionar extrato de baunilha para saborizar.
 
Dica: Além de ser uma boa opção para tomar com café ou achocolatado, ainda serve de ingrediente para vitaminas de frutas, devido a sua cremosidade. Em seguida, misture este leite vegetal com a porção de fibras das frutas e aumentará o seu poder de saciar a fome.
 
Leite de coco caseiro

Ingredientes:
 
Carne de 1 coco ralada
1 litro de água quente
Água de 1 coco
 
Modo de preparo: Retire a carne ou polpa do coco e rale. Bata o coco ralado no liquidificador com um litro de água quente e coe.
 
Dica: A bebida caseira promove saciedade, e tem o benefício de não conter conservantes. A receita também é opção para quem deseja perder peso.
 
Atenção: Guarde o leite em garrafas de vidro devidamente higienizadas e esterilizadas (ferva com água quente). Fazer isso aumenta a durabilidade do seu leite – que geralmente é de três dias no máximo.
Tem contraindicação?
Embora seja útil para indivíduos alérgicos ou intolerantes, o leite vegetal pode, por sua vez, desencadear reações alérgicas. As nozes e amêndoas, por exemplo, podem desencadear alergias em indivíduos predeterminados e, portanto, devem ser tomadas com cautela.

 

 

 

 

 

Fonte: Jornal DCI



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

     
     
     
     

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, eu aceito