Postado em terça-feira, 22 de setembro de 2020 às 14:02

Câmara autoriza suspensão de prazo do concurso público de 2016

Com a medida o prazo de convocação dos aprovados deve ser ampliado para 2021.


Alessandro Emergente

A Câmara Municipal aprovou, durante a sessão legislativa de segunda-feira, um projeto de lei que autoriza a suspensão do prazo de validade do concurso público realizado em 2016 (n° 01/2016). A medida abre a possibilidade para que os aprovados e ainda não convocados sejam chamados no início de 2021.

O projeto foi aprovado em 2ª votação durante a sessão legislativa dessa segunda-feira, 21 de setembro. Na sessão anterior, quando a proposição foi votada em primeiro turno, a Comissão de Constituição, Legislação, Justiça e Redação Final (CCLJRF) apresentou emendas corrigindo a redação, adequando a Lei Federal Complementar n° 173/2020, que estabelece o programa federativo de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). A lei complementar está relacionada a calamidade pública em todo o país.

Uma das emendas vinculou a suspensão aos prazos fixados em lei federal, que é até 31 de dezembro. Porém, caso haja ampliação ou interrupção do prazo fixado nacionalmente a suspensão local seguiria o mesmo critério.

O artigo 10 da Lei Federal Complementar n° 173/2020 estabelece a suspensão dos prazos dos concursos públicos já homologados desde 20 de março, quando foi baixado o decreto federal de calamidade pública estabelecido pela União.

O concurso público de 2016 foi homologado em novembro de 2016 pelo ex-prefeito Maurílio Peloso (PDT). Das 556 vagas, ainda restam cerca de 100 vagas a serem preenchidas, principalmente nos setores de educação e limpeza pública. Em fevereiro de 2017, o Ministério Público encaminhou recomendação a administração municipal para que fosse divulgada a lista dos nomeados no site oficial da Prefeitura.

O entendimento com a aprovação da proposição é que a suspensão garante a continuidade dos prazos do concurso no ano que vem caso o teor da Lei Complementar n° 173/2020 seja mantida. Com isso, abriria a possibilidade legal de uma eventual convocação dos concursados em 2021, medida que depende do futuro prefeito. O concurso já teve o seu prazo prorrogado uma vez e venceria em novembro deste ano.

Outra medida prevista é a garantia da recomposição constitucional dos vencimentos dos servidores, abrindo possibilidade de reajuste das perdas inflacionárias do período congelado. Porém, isso só ocorreria após fim do período de calamidade pública.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

     
     
     
     

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Ok, eu aceito