Postado em terça-feira, 1 de agosto de 2017 às 10:10

Cruz Preta arranca empate e é finalista no sub 17

Um empate, em Santana da Vargem no último sábado, colocou a equipe juvenil (sub 17) do Cruz Preta na final da Copa Regional de Futebol de Base.


Otávio Borba

Um empate, em Santana da Vargem no último sábado, colocou a equipe juvenil (sub 17) do Cruz Preta na final da Copa Regional de Futebol de Base, organizada pela Liga Tricordiana, de Três Corações. Já o infantil da Escolinha da Associação Esportiva Cruz Preta também empatou e decidirá a vaga no próximo sábado em Alfenas.

Um bom jogo marcou a classificação da Cruz Preta na categoria juvenil, sub-17. No primeiro jogo em Alfenas, vitória por 1 a 0 com gol de André Pipoka. E o empate seria o necessário para a Escolinha Cruz Preta chegar a grande final do Regional de Base.


Logo aos 10 minutos, o lateral direito do Santana Esporte Clube Marcos Lorim foi expulso. Tinha amarelo e levou outro após falta em Talles. E mesmo com um jogador a menos, os comandados do treinador Edson Silva deram trabalho.

Aos 20 minutos, o goleiro Léo Alves fez espetacular defesa a queima roupa, mostrando segurança e reflexo. Excelente defesa que foi fundamental para os meninos de Alfenas segurar o placar em 0 a 0 na primeira etapa. Levou sufoco, mas novamente o sistema defensivo esteve bem, principalmente Mauricinho que entrou logo no início no lugar do contundido Lucas Apolônio.

A equipe sub 17 é finalista da competição após um empate em Santana da Vargem (Foto: Otávio Borba)


Na segunda etapa, o Cruz Preta, que conta com três bons reforços de Areado (Frederico, Kenydy e Nicolas) até que melhorou, principalmente com Patrick e André Pipoka, que passou a atuar no ataque. Aos 10 minutos, após bom passe de Patrick, o garoto Leonardo Megda, livre de marcação, na cara do goleiro, bateu forte, porém acima do travessão, desperdiçando ótima oportunidade.

E por falar em gols perdidos, o Santana Esporte Clube também teve suas chances e bem claras. O atacante Matheus que entrou na segunda etapa, frente a frente com Léo Alves, desperdiçou aos 15, 17 e 20 minutos.

E a máxima do futebol se fez presente. Não faz, leva. E aos 22 minutos, após cobrança de falta pelo talentoso Kenydy, de Areado, o oportunista André Pipoka, entre a zaga, desviou de cabeça e fez 1 a 0 no marcador para os meninos de Alfenas.

Aos 32 minutos, também após cobrança de falta, o atacante Sorriso igualou o marcador, desviando do goleiro Léo Alves. E não teve mais tempo e a Cruz Preta decidirá o campeonato contra o juvenil do Santa Rita do Sapucaí, em data a ser definida pela Liga Tricordiana de Futebol.

O time de Alfenas mostrou garra e disposição. Os destaques foram Léo Alves, Mauricinho, André Pipoka, Patrick e Kenydy Marques, de Areado, além de Wallas "Negraxa", que entrou e bem no jogo. A arbitragem foi de Edilson Santos, Aginan Amadeus e Thiago Alexandre.

O Santana Esporte Clube jogou com Pedro, Marcos Lorim, Rafael, Heric e Lucas, David, Paulo, Raul e Sorriso, Braian e Guilherme. No banco, Edson Silva contou com Alerrandro, Natan, Anderson,. Wather, Wesley e Matheus.

A Cruz Preta classificou-se com Léo Alves, André Pipóka, Lucas Apolônio, Frederico e Samuel Reis, André, Kenydy, Talles e Leonardo Megda, Patrick e Nicolas. No banco, Samuel Carvalho, Mauricinhoi, Wallas "Negraxa", Fabrício, Thalles Melo, Thiago Ananias e Breno Lopes.

Empate no sub 14

No primeiro jogo, os meninos do infantil de Alfenas se apresentaram bem. Empurrou o adversário para o seu próprio campo e criou várias oportunidades. O atacante Gabriel Rosa fez boa partida, mas faltou o gol. Deu azar nas conclusões. Em uma delas, bateu uma bela falta e a bola foi de encontro ao travessão, quase no ângulo.

Na segunda etapa, os meninos de Alfenas caíram de produção. E quem abriu o marcador foi o Santana Esporte Clube, aos cinco minutos, após vacilo do sistema defensivo e lateral efetuado de forma errada, a bola chegou aos pés do atacante Diego, que fez 1 a 0 no marcador.

Com o empate, a equipe sub 14 decidirá em Alfenas a vaga para a final (Foto: Otávio Borba)


O técnico do Cruz Preta, José Carlos Moraes (Carlinhos Vardemá) e seus auxiliares reclamaram com o árbitro Aginan Amadeus (Aguinarras), que deixou a jogada seguir, mesmo com o cobrador de lateral saltando e muito para efetuar o arremesso. E por reclamação, o auxiliar Rafael Coca foi expulso.

Mas a Cruz Preta não sentiu o gol. Partiu em busca do empate e ele veio aos nove minutos, após boa jogada e passe de Carlinhos, Daniel Novais - livre de marcação dentro da área - encheu o pé e igualou o marcador.

O jogo continuou igual e terminou mesmo no empate em 1 a 1. Com este resultado, o Cruz Preta joga no próximo sábado, no estádio Rachid B. Saliba, por uma vitória simples para também chegar a final da Copa Regional.

O Santana Esporte Clube jogou com Samuel, Carlos Eduardo, Dundun, Aquiles e Ronaldinho, Julio César, Adrian, Igor e Diego, Heder e João Vinicius. No banco, o treinador Edson Silva contou com Arthur, Edson e Evaldo.

A Escolinha Cruz Preta empatou com Gabriel Saconni, Joãozinho, Pablo, Bruno e Victor Hugo, Álvaro, Leto, Daniel Boy e Daniel Novais, Gabriel Rosa e Carlinhos. No banco, Vardemá contou com Caio e Lucas.

Além de Vardemá, a comissão técnica do time de Alfenas é composta por Rodrigo Terra, Rafael "Coca", Petherson Carvalho e Carlos Rogério, da Pizzaria La Piu Bella.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.