Postado em segunda-feira, 16 de janeiro de 2017 às 08:08

Campeão alfenense pode parar de correr por falta de patrocinadores

“O valor não importa, qualquer apoio será recebido de coração aberto.”, desabafa o maratonista Washington Claudino.


Leonardo Miranda

Ele começou a e desde que começou nunca deixou de treinar duro para conquistar destaque nos pódios das maratonas sul mineiras.

Não demorou e o maratonista Washington Claudino alcançou seu primeiro objetivo e se tornou conhecido por conquistar excelentes posições nos pódios. Hoje em dia, aos 35 anos de idade, Washington é um maratonista respeitado por suas vitórias, porém, mesmo assim, ele considera a possibilidade de encerrar sua carreira como esportista por falta de apoio.

As vitórias:

Washington disputa variadas modalidades de corridas, mas sua especialidade é a maratona, categoria na qual venceu várias corridas em diversas cidades da região.

O maratonista também já conquistou o sexto lugar na meia maratona de Buenos Aires, na qual participaram 20 mil pessoas e a décima oitava colocação na São Silvestre, mais popular maratona brasileira, que conta com uma média de 22 mil participantes. “Meu sonho é ficar entre os 10 primeiros maratonistas da São Silvestre e, quem sabe, levar o nome de Alfenas para o pódio desta tradicional maratona.”, comenta o atleta.

A dedicação:

O impressionante é que Washington alcançou todas essas conquistas cumprindo horário de trabalho de qualquer trabalhador. Mesmo em um dia normal de trabalho ele segue uma planilha de treino e alimentação de atleta de elite. “Corro 180 km por semana. Todos os dias acordo às 4h30 da madrugada, saio às 5h e corro 15 km. Volto para casa e, apesar do cansaço, tomo um banho de gato e saio para trabalhar. Depois do trabalho, às 17h40 é hora da segunda seção de treino do dia, quando corro mais 15 km. Preciso me esforçar! Sei que não adianta fazer corpo mole, se eu não treinar nesse ritmo posso esquecer pódio.”, explica Washington.



Corro 180 km por semana, disse o atleta.

Mais desafios:

Como se não bastasse enfrentar a rotina do dia a dia, treinar e vencer seus adversários, Washington está diante de outro desafio, ajudar seu pai e avô a enfrentarem uma fase muito difícil. “Preciso urgente de mais patrocinadores! Só assim posso continuar me dedicando cada vez mais ao esporte. Peço de coração! Venho enfrentando grandes dificuldades, principalmente para ajudar meu avô e meu pai, ambos sofrem de câncer.”, desabafa o maratonista.

Washington já conta com a ajuda da Ipanema Coffee, na qual trabalha, da W.D Alumínios e dos Supermercados Pinheiros. “Tenho academia para malhar, consigo algumas vitaminas, mas... Há doze anos pago o treinador e sempre que preciso viajar para competir, tenho que fazer sacrifícios, principalmente agora que preciso ajudar meu avô e pai doentes.”, salienta.



Washington (no meio) disputa variadas modalidades de corridas, mas sua especialidade é a maratona,
categoria na qual venceu várias corridas em diversas cidades da região.

O pedido:

Washington vem utilizando as redes sociais para enviar mensagens pedindo qualquer tipo de ajuda, o maratonista também tem recorrido aos meios de comunicação com o intuito de divulgar sua luta e sua necessidade. “Tenho esperança de encontrar mais pessoas de bom coração que tenham empresa ou comércio e que possam oferecer um patrocínio mensal. O valor não importa, qualquer quantia será recebida de coração aberto! R$ 10,00 já ajudaria muito.”, observa.

Os interessados em patrocinar o atleta terão suas logomarcas impressas no uniforme do atleta. “Prometo me esforçar ao máximo para continuar me destacando nos pódios da região e para poder ir cada vez mais longe. Sem essa ajuda... Realmente parar pode ser tornar a única alternativa.”

Contato para patrocínio: (35) 9 8873-2720 - Washington Claudino


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.