Postado em quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

ANP colhe amostra em posto interditado desde o dia 5

Henrique Higino

O Auto Posto Alfenense, localizado na avenida Jovino Fernandes Salles, continua interditado pela Justiça até a análise final da ANP (Agência Nacional de Petróleo) que deve ficar pronta na próxima sexta-feira (20).

As bombas do Posto Alfenense estavam lacradas desde o dia 05 de fevereiro, quando a Polícia flagrou um caminhão descarregando álcool sem nota fiscal. Na ocasião, o proprietário do posto, José Mezetti de Paula, e um motorista foram presos suspeitos de receptação. Ambos estão soltos e respondem em liberdade.

Na tarde desta quarta-feira, ficais da Agência Estatal, acompanhados pela Polícia Civil, estiveram no posto de combustível para colher gasolina e álcool para exames técnicos. O funcionário da Agência de Petróleo fez um análise preliminar no local e não constatou irregularidades no combustível. Mas, uma outra análise será feita na sede da Estatal em Belo Horizonte. O resultado deve sair nesta sexta-feira.

De acordo com o Delegado Rafael de Souza Horácio, o dono do posto, José Mezetti, poderá responder por receptação caso o laudo comprove adulteração no combustível. Ele é investigado “por enriquecimento ilícito”, afirma o Portal EPTV.


Empresário se Defende

O empresário José Mezetti de Paula se defende das acusações e se diz vítima de abuso de poder e de empresários do ramo que queriam “formar cartel” na cidade. Segundo o empresário, por não aceitar o cartel passou a ser perseguido por outros donos de posto. 

Referente a acusação de receptação, o empresário comentou que é infundada porque pagou o imposto na fonte. “Eu comprei, então não é receptçaõ”, defendeu-se.

Sobre o flagrante no inicio do mês, disse ao Poratl EPTV que “foi um funcionário que errou ao receber o combustível”.

O empresário reclamou que está tendo prejuízo com a paralisação em seu comércio e que não teria como pagar o salário de doze funcionários da empresa.

Fotos: Alessandro Emergente

Empresário José Mezetti de Paula (ao fundo) observa fiscal da ANP

MODIFICADO EM 20/02/2009. 16H40MIN

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.