Postado em sexta-feira, 12 de outubro de 2018 às 11:08

Polícia Federal apura mensagem racista em banheiro da Unifal

A mensagem apareceu em um dos banheiros da Unifal e está sendo investigada pela Polícia Federal.


Alessandro Emergente

A Polícia Federal (PF) abriu investigação para apurar os responsáveis por uma mensagem com cunho racista em um dos banheiros no campus sede da Unifal (Universidade Federal de Alfenas). A reitoria da Unifal publicou uma nota de repúdio e encaminhou o caso à Polícia Federal.

Em um dos banheiros, localizado no último andar do PCA, prédio onde está localizado o auditório Dr. Leão de Farias, foi escrita uma mensagem com teor racista juntamente com uma referência ao candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL). A mensagem diz o seguinte: “Bolsonaro 17 – lugar de preto é senzala”.

A mensagem apareceu em um dos banheiros da Universidade (Foto: Reprodução/Facebook)


Desde a manhã de quinta-feira, vários universitários passaram a compartilhar nas redes sociais fotos do episódio, criticando a mensagem de racismo. À tarde, a reitoria da Unifal publicou uma nota na qual repudia o ato, classificado como inaceitável em uma comunidade acadêmica que preza pela diversidade étnico-racial.

O caso foi encaminhado para a Polícia Federal, responsável pela investigação de crimes cometidos em espaços sob a responsabilidade da União. O local, segundo informações apuradas pela reportagem, foi interditado para que a perícia técnica da PF possa colher informações que ajudem na investigação.

“A reitoria da Unifal reitera o seu apoio e solidariedade a todos que foram ofendidos pela odiosa manifestação bem como o seu compromisso no combate a toda a forma de discriminação e preconceito”, diz a nota que pode ser conferida na íntegra clicando aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.