Postado em terça-feira, 13 de fevereiro de 2018 às 16:05

Em rádios de Minas, Aécio busca reabilitação para disputar Senado

Com imagem abalada após pedir dinheiro para JBS, tucano roda emissoras mineiras como estratégia para viabilizar candidatura.


Da Carta Capital

 

Herdeiro político do avô Tancredo Neves e acostumado a ser o centro das atenções no poder mineiro nos últimos anos, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) saiu de cena após vir à tona uma conversa com o dono da JBS Joesley Batista.

O diálogo derruiu a imagem do tucano e está obrigando o senador, afastado em setembro pelo Supremo Tribunal Federal e reconduzido ao cargo por colegas parlamentares, a reconstruir a imagem arranhada para tentar a reeleição ao Senado.

A retomada da carreira política de Aécio, que quase venceu a disputa à Presidência em 2014, passa pela estratégia de conceder uma série de entrevistas a emissoras de rádio em cidades do interior mineiro como Muriaé, Juiz de Fora e Teófilo Otoni.

A nova realidade midiática é incomum para o senador. Ao deixar o governo de Minas, em 2010, ele assumia a postura de chefe de Estado no relacionamento com a mídia, algo potencializado ao longo da campanha presidencial. Aécio se habituou a convocar coletivas de imprensa sempre que desejava externar seus posicionamentos.

Não à toa, a assessoria do senador costumava enviar áudios dessas entrevistas para rádios mineiras reproduzirem. O tucano foca, agora, em espaços de emissoras como a Rede Atividade (Muriaé), CBN Juiz de Fora, Rádio Teófilo Otoni e Itatiaia (Belo Horizonte). As conversar locais não constam na agenda do tucano nem são divulgadas em suas redes sociais.

[LEIA A MATÉRIA COMPLETA CLICANDO AQUI]

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.