Postado em segunda-feira, 10 de agosto de 2015
Atualizada em terça-feira, 11 de agosto de 2015 às 15:29

Cinco nomes de fora da base do governo são cogitados para disputa da prefeitura

 Alessandro Emergente

Na segunda reportagem especial sobre os pré-candidatos a prefeito nas eleições do ano que vem, o Alfenas Hoje lista nomes cogitados que devem sair de partidos não ligados a atual gestão, comandada pelo prefeito Maurílio Peloso (PDT). No último dia 30 o portal de notícias trouxe uma matéria jornalística com nomes que podem ter o apoio do atual prefeito.  

Entre os nomes citados nos bastidores está o do ex-prefeito Luiz Antônio da Silva (Luizinho/PT), que surge como adversário natural do grupo político que venceu a eleição de 2012. Conhecido pela articulação política, o petista diz que tem trabalhado para construir uma frente partidária que possibilite “a retomada do desenvolvimento socioeconômico de Alfenas”. Nessa frente estariam partidos aliados no governo passado como o PMDB, com quem os petistas têm buscado um diálogo político. 

Do PMDB pode, inclusive, sair o candidato a vice-prefeito numa chapa encabeçada pelo PT. Um dos nomes cogitados é o do médico Boaventura Passos Vinhas, secretário municipal de Esporte durante o governo petista. Ouvido pela reportagem, o médico não descarta a possibilidade, porém desconversa ao afirmar não ter “nada acertado”.

Citado nos bastidores, o nome do ex-deputado estadual Pompilio Canavez é descartado pela base do partido, que fecha em torno de uma possível candidatura de Luizinho. Sem espaço no PT, o ex-deputado teria que buscar abrigo em outra legenda caso tenha intenção de ser candidato. A reportagem apurou que ele chegou a fazer sondagens a algumas siglas, entre elas o PSB. Porém, sem sucesso. 

Nomes começam a surgir no cenário política para as eleições de 2016 (Fotos: reprodução e Alessandro Emergente/Arquivo)

A saída do PT, no entanto, a caminho de outra sigla poderia desgastá-lo junto a cúpula estadual do partido. Pompilio assumiu a diretoria de águas minerais da Copasa e uma candidatura por outro partido prejudicaria o plano do PT de retomar a prefeitura, deixando ex-deputado desconfortável junto ao governo estadual.

Novos nomes na disputa

O presidente da Câmara Municipal, Enéias Rezende (PRTB), também lançou o seu nome recentemente. É a única pré-candidatura já com a chapa definida. Ele pretende fazer uma “dobradinha” com seu colega de plenário, o vereador Evanílson Pereira de Andrade (Ratinho/PHS).

Os dois vinham almejando o posto de candidato a vice-prefeito numa chapa encabeçada por Luizinho. Mas, nos últimos meses, definiram por uma candidatura própria.

Enéias aposta na possibilidade de uma terceira via prosperar, saindo de uma polarização entre governistas e PT. Ele tem aproveitado a presidência da Câmara Municipal para ganhar visibilidade política e diz que as conversas em torno de seu nome têm avançado com lideranças partidárias.

No PSD

No PSD, dois nomes surgem como pré-candidatos. Um é o do ex-deputado federal Geraldo Thadeu. Por telefone, na semana passada, ele confirmou à reportagem que tem intenção de ser candidato, mas revelou que isso aconteceria caso houvesse uma “grande união”.

O ex-deputado tem filiação partidária no diretório de Poços de Caldas, cidade onde já foi prefeito, e para ser candidato em Alfenas teria que transferir seu título de eleitor até o início de outubro, filiando-se ao diretório local. 

Ratinho e Boaventura são nomes citados como pré-candidatos a vice (Fotos: Alessandro Emergente/Arquivo)

Um entrave para a sua candidatura é o interesse do oncologista Marcos Eduardo, também do PSD. O médico concorreu, nas eleições do ano passado, a uma vaga na Assembleia Legislativa e obteve 19.035 votos em Alfenas, o que o credencia a sonhar com a prefeitura. “O PSD tem um pré-candidato declarado e tenho que respeitá-lo”, comenta Geraldo Thadeu ao afirmar que ainda não conversou com seu colega de partido sobre as eleições.  

Nos bastidores, Dr. Marcos, como é conhecido, tem conversado com lideranças partidárias em torno de uma chapa encabeçada por ele. Um dos nomes que chegou a ser cogitado para compor a chapa é o do diretor administrativo do Hospital Santa Casa (HSC), Aécio Lourenço de Assis.

Consultado pela reportagem, Aécio informou que chegou a receber convites, mas está descartada qualquer possiblidade ser candidato. Afirmou que permanecerá sem filiação partidária exatamente para afastar essa possibilidade. Durante uma semana, a reportagem tentou contato com Dr. Marcos, mas sem sucesso.

O presidente municipal do PTB, Joselito de Souza (Lito), também informou que é pré-candidato a prefeito. Segundo ele, o seu partido definiu por candidatura própria tendo-o como possível candidato. Questionado sobre uma possível composição como vice, afirmou que essa não é a intenção, porém não descartou ao citar que “política é arte da conversa”. Lito foi candidato em 2012 e obteve 434 votos.

Após a publicação desta reportagem, Lito entrou em contato com a redação. Disse que o resultado das urnas em 2012 está relacionado a sua desistência durante a campanha eleitoral em favor do então candidato Maurílio Peloso, que saiu vitorioso. Afirmou que "praticamente" não fez campanha eleitoral e, a partir da desistência, pediu aos seus eleitores, inclusive familiares, que votassem em Maurílio.     

Fora da disputa

Candidato a prefeito em 2004 e 2008, o nome de Marcos Duarte Dias (Marcão) também é lembrado nos bastidores. O peessedebista foi ouvido pelo Alfenas Hoje e descartou a possibilidade. Disse não ter intenção de ser candidato, porém afirmou que – embora seja esse o seu posicionamento atual – nenhuma decisão pode ser considerada definitiva.

Outro nome que também chegou a ser citado, mas está fora da disputa é o do sargento Alan, da Polícia Militar. O presidente do PRB, Pedro Alencar Azevedo, chegou a lançar a ideia, porém, no último dia 30, publicou uma nota na qual esclarece que o militar não pode se licenciar da PM para concorrer às eleições por ainda não ter completado 10 anos de serviço na corporação. 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Caracteres Restantes 500

Termos e Condições para postagens de Comentários


COMENTÁRIOS

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.